Diferentes faces da vida

Conto chinês

Durante uma feira, na primavera, um camponês chinês comprou uma bela égua. Todas as suas economias foram investidas nela. Mas, desgraça! Mal o camponês a colocou atrás das cercas de seu quintal e, na mesma noite, ela escapou e fugiu na direção da fronteira dos mongóis, com quem os chineses não tinham boas relações. Nem adiantava sonhar em ir atrás dela.

Os vizinhos vieram consolá-lo. Mas esse camponês era sábio.

– Nuvens no Céu trazem, às vezes, uma chuva benéfica para a agricultura. Assim também uma coisa boa pode nascer de uma desgraça. Deixemos a vida seguir seu ritmo. Quem sabe o que acontecerá?

De fato, alguns dias mais tarde, a égua voltou, acompanhada de um belo cavalo dos mongóis.

Todo vilarejo veio admirar e felicitar o camponês por sua boa sorte.

– É… Talvez seja mesmo sorte. MAs que conhece o fundo das coisas? O Sol que nos ilumina pode também nos queimar…

Desgraça, o futuro lhe deu razão. Seu filho ficou encantado com o cavalo e passou horas tentando montá-lo. Mas o animal era arisco. Num salto, jogou o filho do camponês à terra, quebrando-lhe uma perna.

Vieram novamente os vizinhos, agora à cabeceira do menino. OS comentário eram sobre a falta de sorte do camponês. Para piorar, a época da colheita aproximava-se, mas o menino não poderia ajudar o pai.

O camponês, então, respondeu com sabedoria:

– Este mundo está em perpétua mudança. Quem sabe se as calamidades não se tornam bênçãos? Pensem na lava dos vulcões… Ela devasta tudo o que encontra pela frente, mas deixa atrás de si uma camada muito fértil.

Antes mesmo da colheita, a China e os mongóis entraram em guerra. Todos os jovens do vilareijo foram convocados, menos o filho do camponês, que estava de cama. ele foi um dos único a sobreviver ao massacre da guerra. Sua vida foi salva por uma perna quebrada!

CONTO chinês anônimo. In: PIQUEMAL, M. Les philo-fables. Paris: Albin Michel, 2008. p. 45-47. (Tradução Juvenal Savian Filho)

 

  • Esse artigo foi útil para você?
  • Sim   Não

Deixe seu comentário