6 boas razões para estudar lógica

Um estudante universitário do primeiro ano viu-se repetidamente impressionado pela sagacidade e sabedoria de grandes pensadores da filosofia que conheceu. Um dia, ele teve a coragem de perguntar a um deles: “Então, como é que vocês são tão inteligentes?”

“Oh, isso não é mistério”, respondeu o filósofo, “todos estudamos a lógica”.

“Mesmo?” disse o calouro, “é só isso? Então, se eu estudar lógica, vou me tornar super inteligente?”

“Claro. Claro, é tarde demais para se inscrever para uma aula agora. Mas eu vou te dizer, você pode usar o meu livro de lógica antiga e estudá-lo você mesmo. Aqui, eu tenho isso comigo. Eu vou deixar com você ganhar por R$ 20 “.

“Uau, obrigado!”

O negócio foi concluído e o calouro excitou-se com o livro para aumentar seu QI. Mais tarde naquele dia ele voltou a encontar o filósofo.

“Hei”, ele gritou. “Esse livro de lógica que você me vendeu por R$ 20 – eu encontrei na livraria por R$ 10. Todo aquele lixo sobre a lógica me fazer inteligente. Agora eu entendi! Você estava apenas me roubando!”

“Veja”, disse o outro, “já está começando a funcionar”.

O benefícios de estudar a lógica podem não ser tão rápidos assim. Mas há realmente boas razões para fazer uma aula de lógica ou para estudá-la em um livro ou usar um recurso online, mesmo que você não seja um especialista em filosofia.

1 – A lógica simbólica é divertida

Estudar a lógica simbólica básica é como aprender uma nova língua, mas com um pequeno vocabulário e apenas algumas regras de gramática. Você aprende a fazer todo tipo de coisas com esses novos símbolos: você as utiliza para analisar a lógica das sentenças ordinárias, para testar argumentos quanto à validade e para construir provas para argumentos complexos cuja validade não é óbvia. Os exercícios que ajudam você a se tornar apto dessas coisas são como quebra-cabeças, então se você gosta de Futoshiki ou Sudoku, provavelmente vai adorar a lógica.

2 – Saber se um argumento é válido ou inválido é uma habilidade valiosa

A lógica é essencialmente o estudo do raciocínio ou argumentação. Todos nós usamos a razão o tempo todo para fazer inferências que são úteis para nós. Se o nosso carro não ligar, raciocinamos que a bateria pode estar morta. Então testamos a bateria. Se a bateria não está morta, deduzimos que o problema deve estar em outro lugar, talvez com o motor de partida. Então checamos o motor de partida. E assim por diante. Neste exemplo, o raciocínio é simples, mas às vezes as cadeias de raciocínio podem se tornar bastante complicadas. Treinar-nos para construir bons argumentos e identificar os maus é uma habilidade que é útil em quase todos os campos, assim como na vida cotidiana. Isso nos ajuda a direcionar-nos para a verdade e para longe da falsidade.

3 – Boa lógica é uma ferramenta eficaz de persuasão

A arte da persuasão é chamada de retórica. A retórica, como a lógica, costumava ser uma parte essencial do currículo das artes liberais. A retórica pode abranger praticamente qualquer meio de persuasão que não seja suborno, chantagem ou violência física. Inclui, por exemplo, apelos à emoção, imagens provocativas ou jogos de palavras inteligentes. Não há dúvida de que isso pode ser persuasivo; mas assim também pode ser um bom raciocínio convincente. Não estamos dizendo que bons argumentos sempre ganharão o dia com uma retórica inteligente: os seres humanos não são vulcanos como o Sr. Spock. Mas, a longo prazo, bons argumentos costumam aparecer no topo.

4 – Estudar a lógica ajuda você a identificar falácias

O pensamento falacioso é abundante em nossa cultura. Políticos, especialistas, anunciantes e porta-vozes corporativos atacam homens de palha, apelam para a opinião da maioria, perseguem opiniões falsas ou rejeitam uma opinião por causa de algo de que não gostam na pessoa que a afirmou. A familiaridade com falácias comuns desse tipo ajuda a torná-lo um leitor, ouvinte e pensador mais crítico.

5 – A lógica é uma disciplina fundamental

A lógica é fundamental para qualquer campo que faça uso de argumentos. Tem conexões especialmente estreitas com matemática, ciência da computação e filosofia. Tanto a lógica aristotélica como a lógica simbólica moderna são corpos impressionantes de conhecimento que constituem grandes realizações intelectuais.

6 – Pensamento claro torna um cidadão melhor

Técnicas duvidosas de persuasão, como “criticar” as visões de um candidato mostrando uma imagem desfavorável delas, são usadas especialmente em campanhas eleitorais. Elas são, sem dúvida, às vezes eficazes, mas isso não é motivo para preferí-las à argumentação consistente. Pelo contrário, é por isso que precisamos mais do que nunca do pensamento lógico.

 

Livraria

O Anticristo
R$ 22

Nietzsche

Além do bem e do mal
R$ 21

Nietzsche

Genealogia da moral
R$ 19

Nietzsche

O mundo de Sofia
R$ 29

Jostein Gaarder

A gaia Ciência
R$ 20

Nietzsche

Nietzsche
R$ 32

Michel Onfray

A revolução dos bichos
R$ 23

George Orwell

Fahrenheit 451
R$ 9

Ray Bradbury