Questões dissertativas sobre filosofia moral de Kant

  1. Explique a fórmula universal do imperativo categórico.
  2. Explique a fórmula do fim em si do imperativo categórico.
  3. Será que a máxima “rouba o que deseja ter” passa no teste do imperativo categórico? Por quê?
  4. Por que um kantiano consideraria a escravidão um mal?
  5. (UFU-2006) Leia com atenção o texto abaixo.Um menino, a pedido de sua mãe, foi de manhã à padaria para comprar pães de queijo. Como estivesse em dificuldades financeiras, o comerciante cobrou-lhe trinta centavos a mais pela mercadoria, considerando que este dinheiro por certo não faria falta a uma criança da aparência tão saudável. No início da noite, o pai do menino voltou à padaria para comprar leite, e equivocou-se ao pagar o comerciante, dando-lhe cinqüenta centavos a mais. O comerciante, no entanto, prontamente, restituiu ao freguês os cinqüenta centavos pagos a mais, considerando que o pai do menino era fiscal da prefeitura e que, em qualquer caso, seria conveniente manter boas relações com as autoridades locais.Em conformidade com o pensamento kantiano, responda as três questões que se seguem.a) Por que a primeira atitude do comerciante (em relação ao menino) é contrária ao dever e imoral?b) Por que a segunda atitude do comerciante (em relação ao pai do menino) é conforme ao dever, mas mesmo assim imoral?c) De acordo com o pensamento de Kant, cite, para o caso 1 (relativo ao menino) e para o caso 2 (relativo ao pai do menino), uma regra que o comerciante poderia ter seguido para agir moralmente.
  6. Os filósofos têm procurado resolver dilemas morais recorrendo a princípios gerais que permitiriam ao agente encontrar a decisão correta para toda e qualquer questão moral. Na filosofia moderna foram apresentados dois princípios dessa natureza, que podem ser formulados do seguinte modo:I – Princípio do Imperativo Categórico: Age de modo que a máxima de tua ação possa ao mesmo tempo se converter em lei universal.II – Princípio da Maior Felicidade: Dentre todas as ações possíveis, escolha aquela que produzirá uma quantidade maior de felicidade para os afetados pela ação.Imagine a seguinte situação: Um trem desgovernado vai atingir cinco pessoas que trabalham desprevenidas sobre os trilhos. Alguém observando a situação tem a chance de evitar a tragédia, bastando para isso que ele acione uma alavanca que está ao seu alcance e que desviará o trem para outra linha. Contudo, ao ser desviado de sua trajetória, o trem atingirá fatalmente uma pessoa que se encontra na outra linha. O observador em questão deve tomar uma decisão que altera significativamente o destino das pessoas envolvidas na situação. Essa situação é típica de um dilema moral, pois qualquer que seja a nossa decisão, ela terá implicações que preferiríamos evitar.

    Considere os princípios morais I e II acima e RESPONDA às seguintes questões:

    1. Se o observador em questão fosse um adepto do Princípio I, ele deveria ou não alterar a trajetória do trem? Como ele justificaria a sua decisão?
    2. Se o observador em questão fosse um adepto do Princípio II , ele deveria ou não alterar a trajetória do trem? Como ele justificaria a sua decisão?
  • Essa página foi útil?
  • Sim   Não