Imagem com logo do site

Questões sobre o fisicalismo

Como o caso de Phineas Gage é usado para apoiar o fisicalismo?
Mostra que a personalidade humana é constante, independente das condições físicas do cérebro.
Mostra que alterações cerebrais não afetam a capacidade de uma pessoa de pensar ou sentir.
Mostra que lesões cerebrais podem causar alterações de personalidade, sugerindo que a mente é o produto do cérebro.
Mostra que uma pessoa pode sobreviver a uma lesão cerebral grave, sugerindo que a mente é independente do cérebro.

Considere o texto abaixo, de Georges Rey.

Parece ser um fato espantoso a respeito de pessoas e animais que todo o seu comportamento, descrito de maneira não tendenciosa, possa ser explicado, em princípio, em termos de propriedades físicas apenas. Todos os movimentos de seu corpo [...] poderiam ser perfeitamente explicados em termos de impulsos elétricos ao longo das fibras nervosas que os precedem. Esses disparos, por sua vez, poderiam ser explicados por eventos neurológicos anteriores, que poderiam, por sua vez, ser explicados por eventos anteriores. [...] Nós não temos razão alguma para acreditar que haja qualquer ruptura na explicação física de seu movimento.

Qual é a conclusão central do argumento acima para o debate entre fisicalismo e dualismo?
O fisicalismo é uma teoria falha, pois não consegue explicar a existência de impulsos elétricos nas fibras nervosas.
O fisicalismo e o dualismo são equivalentes porque ambos argumentam que o comportamento pode ser explicado em termos de propriedades físicas.
O dualismo é a teoria superior, pois admite que nem todo comportamento pode ser explicado por propriedades físicas.
O dualismo é inadequado porque não considera a capacidade da física de explicar completamente o comportamento e o movimento.
Quais são os principais desafios enfrentados pelo dualismo, de acordo com o fisicalismo?
Negar as evidências científicas de que a mente e o corpo são o mesmo, o que viola a base filosófica do dualismo.
Explicar como a mente, sendo não-material, pode influenciar diretamente no comportamento do corpo físico.
Demonstrar que os processos mentais são influenciados diretamente pelas propriedades químicas dos alimentos.
Justificar por que a mente e o corpo parecem ter origem na mesma substância física, sendo que a mente deveria ser imaterial.

Considere o texto abaixo, de Georges Rey

Parece ser um fato espantoso a respeito de pessoas e animais que todo o seu comportamento, descrito de maneira não tendenciosa, possa ser explicado, em princípio, em termos de propriedades físicas apenas. Todos os movimentos de seu corpo [...] poderiam ser perfeitamente explicados em termos de impulsos elétricos ao longo das fibras nervosas que os precedem. Esses disparos, por sua vez, poderiam ser explicados por eventos neurológicos anteriores, que poderiam, por sua vez, ser explicados por eventos anteriores. [...] Nós não temos razão alguma para acreditar que haja qualquer ruptura na explicação física de seu movimento.

O que o autor quer dizer com "ruptura na explicação física de seu movimento"?
Rey está afirmando que não temos razão para pensar que existe uma interrupção ou exceção na cadeia de eventos físicos que levam ao movimento, ou seja, tudo pode ser explicado por processos físicos.
Rey está implicando que não temos razão para pensar que pode haver uma intervenção de uma entidade não-física ou sobrenatural que interrompe a sequência de eventos físicos.
Rey está sugerindo que não temos razão para pensar que haveria uma pausa ou intervalo na continuidade do movimento físico.
Rey está indicando que não temos razão para pensar na possibilidade de um erro ou falha na teoria física que explica o movimento.
Qual das alternativas abaixo apresenta argumentos usados por fiscalistas?
O fisicalismo argumenta que a correlação observada na ciência entre estados cerebrais e estados mentais sugere que a mente é o resultado do funcionamento do cérebro, além de apontar para os problemas do dualismo ao explicar a interação mente-corpo.
O fisicalismo alega que a mente é o produto de um software avançado que o cérebro executa, assim como um computador.
O fisicalismo baseia-se na ideia de que os pensamentos, emoções e consciência são meras ilusões produzidas por nossa percepção distorcida da realidade.
O fisicalismo argumenta que, assim como o corpo, a mente também pode ser pintada, pesada e medida, provando assim que ambas são substâncias físicas.