Imagem com logo do site

Questões sobre lógica aristotélica

Silogismo. Essa palavra, que na origem significava cálculo, era empregada por Platão como raciocínio em geral e foi adotada por Aristóteles para indicar o tipo perfeito do raciocínio dedutivo, definido como um discurso em que, postas algumas coisas, outras se seguem necessariamente. ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. Trad. Benedetti, I. C. São Paulo: Martins Fontes, 2003. (Adaptado)

Considerando-se a definição de silogismo, assinale a alternativa que indica sua interpretação correta.
A dedução é inaplicável ao silogismo categórico.
O silogismo só conduz a conclusões hipotéticas.
A conclusão é sempre resultado das premissas.
A conclusão pode contrariar todas as premissas.

Considere verdadeira a declaração: “Nenhum dos alunos que fizeram uma determinada prova tirou mais do que 7”.

Diante disso, qual a conclusão correta?
Algum aluno tirou 7 na prova.
Algum aluno tirou 7 ou menos na prova.
Algum aluno tirou menos de 7 na prova.
Todos os alunos tiraram menos do que 7 na prova.
Todos os alunos tiraram 7 na prova.

Silogismo é uma estrutura lógica que designa uma forma de raciocínio dedutivo, que é exemplificado no cartum.

Assinale a alternativa que apresenta a estrutura tradicional pela qual o silogismo é formado.
uma premissa e duas conclusões que decorrem da premissa.
duas premissas e nenhuma conclusão.
duas premissas e uma conclusão que se segue delas.
uma premissa e uma conclusão que se segue da premissa.
três premissas e nenhuma conclusão.

Os silogismos são argumentos compostos por duas premissas e uma conclusão.

Um exemplo de silogismo válido é:
Alguns gatos não têm pelo. Todos os gatos são mamíferos. Alguns mamíferos não têm pelo.
Todas as aves têm pernas. Os mamíferos têm pernas. Logo, todas as mesas têm pernas.
Antes de ontem choveu. Ontem também choveu. Logo, amanhã certamente choverá.
Curitiba é capital de Estado. São Paulo é capital de Estado. Belém é capital de Estado.
Todas as plantas são verdes. Todas as árvores são plantas. Todas as árvores são mortais.

“Todo vegetariano é magro. Alguns magros são elegantes.”

Com base na afirmativa anterior, é válido afirmar que
alguns magros são vegetarianos.
alguns vegetarianos são elegantes.
todo vegetariano é elegante.
alguns vegetarianos são magros e elegantes.
Considerando a premissa maior “Nenhum inseto tem coluna vertebral” e a premissa menor “Todas as moscas são insetos”, a conclusão correta do silogismo válido é:
Algumas moscas são insetos.
Alguns insetos têm coluna vertebral.
Nenhum inseto é mosca.
Alguns insetos não são moscas.
Nenhuma mosca tem coluna vertebral.

Leia o texto a seguir sobre a temática da Lógica:

A Aristóteles cabe o mérito de ter iniciado o estudo orgânico das regras da lógica. O mérito principal de Aristóteles é ter fixado, com grande exatidão, as regras da argumentação dedutiva na forma de silogismo. MONDIN, B. Introdução à Filosofia. São Paulo: Edições Paulinas, 1980, p. 13.

O autor faz algumas considerações acerca da filosofia de Aristóteles, com singularidade no âmbito da lógica. Sobre isso, tem-se como CORRETO que
o silogismo é um tipo de argumento que deve ter um termo maior, nem mais nem menos.
o silogismo é expresso pela ligação de dois termos por meio de um terceiro.
a argumentação dedutiva chega à conclusão valendo-se da experiência sensível.
o tipo de argumento dedutivo faz uso da analogia sem inferência das premissas.
as regras da argumentação dedutiva chegam a uma conclusão, partindo de dados particulares.