Imagem com logo do site

Questões sobre argumento dedutivo

Um argumento dedutivo é aquele no qual a conclusão se segue necessariamente das premissas. O que significa "necessariamente" nesse caso?
"Necessariamente" significa que a conclusão é verdadeira, mesmo que as premissas sejam falsas.
"Necessariamente" significa que a conclusão é verdadeira em todas as circunstâncias possíveis, independentemente das premissas.
"Necessariamente" significa que a conclusão é provavelmente verdadeira, mas não se pode ter certeza absoluta.
"Necessariamente" significa que, se as premissas forem verdadeiras, então a conclusão deve ser verdadeira e não pode ser de outra forma.
Um argumento dedutivo é aquele no qual a conclusão se segue necessariamente das premissas. O que significa "necessariamente" nesse caso?
Significa que a conclusão é verdadeira apenas se as premissas forem verdadeiras e não há outra possibilidade.
Significa que há uma sequência lógica entre as premissas e a conclusão.
Significa que as premissas e a conclusão são todas falsas, mas seguem uma lógica coerente.
Significa que as premissas são verdadeiras e, portanto, a conclusão também é verdadeira.
Qual é a diferença entre o uso comum da palavra "deduzir" e o seu uso na lógica?
No uso comum, deduzir significa inferir uma conclusão baseada em intuições pessoais, enquanto na lógica, deduzir implica em verificar experimentalmente as premissas antes de tirar uma conclusão.
No uso comum, deduzir significa fazer uma inferência, enquanto na lógica, deduzir implica em tirar uma conclusão necessariamente verdadeira se as premissas forem verdadeiras.
No uso comum, deduzir significa apresentar um argumento persuasivo, enquanto na lógica, deduzir implica em ignorar a verdade das premissas.
No uso comum, deduzir significa formular uma conclusão a partir de uma única premissa, enquanto na lógica, deduzir implica em formular uma conclusão a partir de várias premissas.

Deus significa, entre outras coisas, “ser perfeito”. Para algo ser perfeito, é necessário que exista, do contrário seria imperfeito. Portanto, é necessário que Deus exista.

Qual a fragilidade do argumento acima?
A conclusão não pode necessariamente ser inferida das premissas, como o argumento sugere.
A prova depende da atribuição de significados discutíveis para a palavra "Deus" e "perfeito".
A prova não está baseada em um raciocínio lógico.
A conclusão é apenas provavelmente verdadeira, já que não é um argumento dedutivo.
Qual a principal característica de um argumento dedutivo, conforme descrito no texto?
As premissas apresentadas são baseadas em evidências empíricas.
A conclusão é baseada na intuição do autor.
O objetivo é persuadir o público de uma posição.
Há uma relação lógica entre premissas e conclusão.
A conclusão é necessariamente verdadeira, se as premissas forem verdadeiras.