Diferença entre ética e moral

Por
William é formado em filosofia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), tem especialização em docência e trabalha como professor de filosofia no ensino médio.
14 de março de 2021 - 5 min leitura

Qual a diferença entre ética e moral? Depende. Como em geral acontece com as palavras, só há uma maneira de saber se estão sendo usadas em um determinado sentido: analisando o contexto. Então, vamos descobrir juntos, analisando alguns casos, qual a diferença entre ética e moral, se é que ela existe.

Ética

Uma pesquisa na internet com a frase “frases com a palavra ética” retorna alguns resultados interessantes para isso. 

Encontramos frases como essas:

“Uma pessoa justa e ética desfruta da paz.”

Ocimar Lucato

“No Brasil, quem tem ética parece anormal.” 

Mário Covas

“Crianças sem ética serão adultos corruptos. E a única forma de fazê-los ter ética é com exemplo. Crianças não fazem o que dizemos, mas sim seguem nossos exemplos. Portanto a ética começa por nós mesmos.”

André Babo

“Ética é fazer o certo.”

Eduardo Rocha

“O erro da ética até o momento tem sido a crença de que só se deva aplicá-la em relação aos homens.”

Albert Schweitzer

Uma pequena análise dessas frases permite que façamos algumas associações. Ao lado de justiça, ética tem a ver com fazer a coisa certa. Para testar essa hipótese poderíamos trocar a palavra “ética” por “certo” e ver o resultado. “No Brasil, quem age certo parece anormal”. Veja, o sentido da frase continua o mesmo.

Moral

Se fizermos o mesmo exercício com a palavra moral, chegaremos ao seguinte resultado:

“A moral consiste em fazer prevalecer os instintos simpáticos sobre os impulsos egoístas.”

Auguste Comte

“Moral é o que te faz sentir bem depois de tê-lo feito, e imoral o que te faz sentir mal.”

Ernest Hemingway

“Pode fazer-se tudo, salvo fazer sofrer os outros: eis a minha moral.”

Gustave Flaubert

Depois de uma rápida olhada nesses casos também podemos perceber que moral está associada à ações certas ou erradas. Na primeira frase, poderíamos dizer, sem alterar o sentido, que “agir corretamente consiste em fazer prevalecer os instintos simpáticos sobre os impulsos egoístas.” Na frase de Hemingway, também poderíamos trocar moral por certo e imoral por errado. Na última, poderíamos dizer “pode fazer-se tudo, salvo fazer sofrer os outros: eis o que considero agir corretamente.”

Ética e moral

Ao comparar essas duas listas de frases sobre ética e moral, vemos que ambas dizem respeito ao certo e errado e são sinônimas. Poderíamos substituir “ética” por “moral”, “imoral” por “anti-ético”, sem que com isso ocorresse qualquer mudança de sentido. É claro que em alguns casos irá ficar mais ou menos elegante, mas o sentido permanecerá o mesmo.

Isso quer dizer que moral e ética são sempre sinônimos? Em muitos casos sim, mas nem sempre.

Se o assunto for filosofia, há chance de a palavra ser usada para se referir a uma área de estudo da filosofia. A ética ou filosofia moral, estuda o que é certo ou errado, qual sua origem, porque certas ações são corretas e outras não. 

Sendo assim, temos dois fenômenos diferentes. De um lado, práticas sociais, valores, costumes que definem o que é certo e errado em uma sociedade. São exemplos disso normas e valores como: generosidade, coragem, respeito e tolerância, não matar. 

De outro lado, temos a reflexão filosófica sobre esse certo e errado. A filosofia questiona o que é certo e errado? Quem determina o que é certo ou errado? 

O primeiro fenômeno é chamado de ética ou moral, dependendo do autor e contexto, e o segundo é chamado de ética ou filosofia moral, também dependendo do autor e contexto. 

Observe a tabela abaixo, comparando os sentidos dessas palavras:

Ética, Filosofia MoralÉtica, Moral
Área de estudo da filosofia que reflete sobre o que é certo ou errado.Crenças, valores, práticas sociais, costumes que definem o que é certo ou errado.
Exemplos: ética kantiana, utilitarismo.Ética médica, moral católica

Não existe, portanto, uma diferença de significado entre as palavras ética e moral, tal como existe entre outras como dedutivo e indutivo, preto e branco, animal e zoologia. Ética e moral são usadas em muitas situações como sinônimas, de modo que é necessário observar o contexto para saber em que sentido estão sendo usadas.

Uma olhada em um dicionário de filosofia confirma essa análise. Um dos mais conhecidos, de Nicola Abbagnano, traz os seguinte significados para moral: 

  1. O mesmo que ética. 
  2. Objeto da ética, conduta dirigida ou disciplinada por normas, conjunto dos mores. Neste significado, a palavra é usada nas seguintes expressões: “moral dos povos primitivos”, “moral contemporânea”1

Ao falar de objeto da ética, é no sentido que vimos acima: a moral é um objeto de estudo da ética. Ou, ainda, a ética (costumes) é o objeto de estudo da ética (filosofia moral).

Sendo assim, se o professor perguntar: qual a diferença entre ética e moral, cabe perguntar de volta: em qual texto? de acordo com o pensamento de que autor?

Referências

Abbagnano, Nicola. Dicionário de Filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

Notas
  1. Abbagnano, Nicola. Dicionário de filosofia, p. 682.[]

Tatim, William Godoy. Diferença entre ética e moral. Filosofia na Escola, 2021. Disponível em: < https://filosofianaescola.com/moral/diferenca-entre-etica-e-moral/>. Acesso em: 25 de Jul. de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

📧 Vamos manter contato?

Receba periodicamente em seu email uma lista com os últimos artigos publicados. Não se preocupe, não enviamos emails comerciais.