Questões de filosofia ENEM 2016 3° aplicação

Questões de filosofia ENEM 2016 3° aplicação

Questão 1 (ENEM 2016 3° aplicação)

Enquanto o pensamento de Santo Agostinho representa o desenvolvimento de uma filosofia cristã inspirada em Platão, o pensamento de São Tomás reabilita a filosofia de Aristóteles – até então vista sob suspeita pela Igreja -, mostrando ser possível desenvolver uma leitura de Aristóteles compatível com a doutrina cristã. O aristotelismo de São Tomás abriu caminho para o estudo da obra aristotélica e para a legitimação do interesse pelas ciências naturais, um dos principais motivos do interesse por Aristóteles nesse período.

MARCONDES, D. Textos Básicos de filosofia. Rio de Janeiro: Zahar, 2005.

A Igreja Católica por muito tempo impediu a divulgação da obra de Aristóteles pelo fato de a obra aristotélica
valorizar a investigação científica, contrariando certos dogmas religiosos.
Resposta certa!
declarar a inexistência de Deus, colocando em dúvida toda a moral religiosa.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
criticar a Igreja Católica, instigando a criação de outras instituições religiosas.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
evocar pensamentos de religiões orientais, minando a expansão do cristianismo.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
contribuir para o desenvolvimento de sentimentos antirreligiosos, seguindo sua teoria política.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.

Questão 2 (ENEM 2016 3° aplicação)

A importância do argumento de Hobbes está em parte no fato de que ele se ampara em suposições bastante plausíveis sobre as condições normais da vida humana. Para exemplificar: o argumento não supõe que todos sejam de fato movidos por orgulho e vaidade para buscar o domínio sobre os outros; essa seria uma suposição discutível que possibilitaria a conclusão pretendida por Hobbes, mas de modo fácil demais. O que torna o argumento assustador e lhe atribui importância e força dramática é que ele acredita que pessoas normais, até mesmo as mais agradáveis, podem ser inadvertidamente lançadas nesse tipo de situação, que resvalará, então, em um estado de guerra.

RAWLS,J. Conferências sobre a história da filosofia política. São Paulo: WMF, 2012 (adaptado).

O texto apresenta uma concepção de filosofia política conhecida como
estado de natureza.
Resposta certa!
alienação ideológica.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
microfísica do poder.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
contrato social.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
vontade geral.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.

Questão 3 (ENEM 2016 3° aplicação)

Os ricos adquiriram uma obrigação relativamente à coisa pública, uma vez que devem sua existência ao ato de submissão à sua proteção e zelo, o que necessitam para viver; o Estado então fundamenta o seu direito de contribuição do que é deles nessa obrigação, visando a manutenção de seus concidadãos. Isso pode ser realizado pela imposição de um imposto sobre a propriedade ou a atividade comercial dos cidadãos, ou pelo estabelecimento de fundos e de uso dos juros obtidos a partir deles, não para suprir as necessidades do Estado (uma vez que este é rico), mas para suprir as necessidades do povo.

KANT.I A metafísica dos costumes. Bauru: Edipro, 2003.

Segundo esse texto de Kant, o Estado:
está autorizado a cobrar impostos dos cidadãos ricos para suprir as necessidades dos cidadãos pobres.
Resposta certa!
deve sustentar todas as pessoas que vivem sob seu poder, a fim de que a distribuição seja paritária.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
dispõe de poucos recursos e, por esse motivo, é obrigado a cobrar impostos idênticos dos seus membros.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
delega aos cidadãos o dever de suprir as necessidades do Estado, por causa do seu elevado custo de manutenção.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
tem a incumbência de proteger os ricos das imposições pecuniárias dos pobres, pois os ricos pagam mais tributos.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.

Questão 4 (ENEM 2016 3° aplicação)

Quando refletimos sobre a questão da justiça, algumas associações são feitas quase intuitivamente, tais como a de equilíbrio entre as partes, princípio de igualdade, distribuição equitativa, mas logo as dificuldades se mostram. Isso porque a nossa sociedade, sendo bastante diversificada, apresenta uma heterogeneidade tanto em termos das diversas culturas que coexistem em um mundo interligado como em relação aos modos de vida e aos valores que surgem no interior de uma mesma sociedade.

CHEDIAK. K. A pluralidade como ideia reguladora: a noção de justiça a partir da filosofia de Lyotard. Trans/FornvAção. n. 1. 2001 (adaptado).

A relação entre justiça e pluralidade, apresentada pela autora, está indicada em:
A diversidade cultural e de valores toma a justiça mais complexa e distante de um parâmetro geral orientador.
Resposta certa!
A complexidade da sociedade limita o exercido da justiça e a impede de atuar a favor da diversidade cultural.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
O papel da justiça refere-se à manutenção de princípios fixos e incondicionais em função da diversidade cultural e de valores.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
O pressuposto da justiça é fomentar o critério de igualdade a fim de que esse valor torne-se absoluto em todas as sociedades.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
O aspecto fundamental da justiça é o exercido de dominação e controle, evitando a desintegração de uma sociedade diversificada.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.

Questão 5 (ENEM 2016 3° aplicação)

Estamos, pois, de acordo quando, ao ver algum objeto, dizemos: “Este objeto que estou vendo agora tem tendência para assemelhar-se a um outro ser, mas, por ter defeitos, não consegue ser tal como o ser em questão, e lhe é, pelo contrário, inferior”. Assim, para podermos fazer estas reflexões, é necessário que antes tenhamos tido ocasião de conhecer esse ser de que se aproxima o dito objeto, ainda que imperfeitamente.

PLATÃO. Fédon. São Paulo: Abril Cultural, 1972.

Na epistemologia platônica, conhecer um determinado objeto implica
fazer correspondência entre o objeto observado e seu ser.
Resposta certa!
estabelecer semelhanças entre o que é observado em momentos distintos.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
comparar o objeto observado com uma descrição detalhada dele.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
descrever corretamente as características do objeto observado.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
identificar outro exemplar idêntico ao observado.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.

Questão 6 (ENEM 2016 3° aplicação)

Todas as coisas são diferenciações de uma mesma coisa e são a mesma coisa. E isto é evidente. Porque se as coisas que são agora neste mundo – terra, água, ar e fogo e as outras coisas que se manifestam neste mundo -, se alguma destas coisas fosse diferente de qualquer outra, diferente em sua natureza própria e se não permanecesse a mesma coisa em muitas mudanças e diferenciações, então não poderiam as coisas, de nenhuma maneira, misturar-se umas às outras, nem fazer bem ou mal umas às outras, nem a planta poderia brotar da terra, nem um animal ou qualquer outra coisa vir à existência, se todas as coisas não fossem compostas de modo a serem as mesmas. Todas as coisas nascem, através de diferenciações, de uma mesma coisa, ora em uma forma, ora em outra, retomando sempre a mesma coisa.

DIÓGENES. In: BORNHEIM, G. A. Os filósofos pré-socráticos. São Paulo: Cultrix, 1967.

O texto descreve argumentos dos primeiros pensadores, denominados pré-socráticos. Para eles, a principal preocupação filosófica era de ordem
cosmológica, propondo uma explicação racional do mundo fundamentada nos elementos da natureza.
Resposta certa!
política, discutindo as formas de organização da pólis ao estabelecer as regras da democracia.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
ética, desenvolvendo uma filosofia dos valores virtuosos que tem a felicidade como o bem maior.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
estética, procurando investigar a aparência dos entes sensíveis.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
hermenêutica, construindo uma explicação unívoca da realidade.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.

Questão 7 (ENEM 2016 3° aplicação)

A atividade atualmente chamada de ciência tem se mostrado fator importante no desenvolvimento da civilização liberal: serviu para eliminar crenças e práticas supersticiosas, para afastar temores brotados da ignorância e para fornecer base intelectual de avaliação de costumes herdados e de normas tradicionais de conduta.

NAGEL, E. et ai. Ciência: natureza e objetivo. São Paulo: CuHrix, 1975 (adaptado).

Quais características permitem conceber a ciência com os aspectos críticos mencionados?
Estabelecer rigorosa correspondência entre princípios explicativos e fatos observados.
Resposta certa!
Apresentar explicações em uma linguagem determinada e isenta de erros.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
Possuir proposições que são reconhecidas como inquestionáveis e necessárias.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
Ser fundamentada em um corpo de conhecimento autoevidente e verdadeiro.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
Constituir-se como saber organizado ao permitir classificações deduzidas da realidade.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.

Questão 8 (ENEM 2016 3° aplicação)

A figura do inquilino ao qual a personagem da tirinha se refere é o (a):
consciência da obrigação moral.
Resposta certa!
constrangimento por olhares de reprovação.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
costume imposto aos filhos por coação.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
pessoa habitante da mesma casa.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
temor de possível castigo.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.

Questão 9 (ENEM 2016 3° aplicação)

A teoria da democracia participativa é construída em torno da afirmação central de que os indivíduos e suas instituições não podem ser considerados isoladamente. A existência de instituições representativas em nível nacional não basta para a democracia; pois o máximo de participação de todas as pessoas, a socialização ou “treinamento social” precisa ocorrer em outras esferas, de modo que as atitudes e as qualidades psicológicas necessárias possam se desenvolver. Esse desenvolvimento ocorre por meio do próprio processo de participação. A principal função da participação na teoria democrática participativa é, portanto, educativa.

PATEMAN,C. Participação e teoria democrática Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

Nessa teoria, a associação entre participação e educação tem como fundamento a
ampliação da cidadania ativa.
Resposta certa!
ascensão das camadas populares.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
organização do sistema partidário.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
eficiência da gestão pública.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
legitimidade do processo legislativo.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.

Questão 10 (ENEM 2016 3° aplicação)

A tirinha compara dois veículos de comunicação, atribuindo destaque à
interatividade dos programas de entretenimento abertos.
Resposta certa!
a resistência do campo virtual à adulteração de dados.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
confiança do telespectador nas notícias veiculadas.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
credibilidade das fontes na esfera computacional.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
autonomia do internauta na busca de informações.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.

Questão 11 (ENEM 2016 3° aplicação)

De alcance nacional, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) representa a incorporação à vida política de parcela importante da população, tradicionalmente excluída pela força do latifúndio. Milhares de trabalhadores rurais se organizaram e pressionaram o governo em busca de terra para cultivar e de financiamento de safras. Seus métodos – a invasão de terras públicas ou não cultivadas – tangenciam a ilegalidade, mas, tendo em vista a opressão secular de que foram vítimas e a extrema lentidão dos governos em resolver o problema agrário, podem ser considerados legítimos.

CARVALHO. J. M. Cidadania no Brasil: o longo caminho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. 2006 (adaptado).

Argumenta-se que as reivindicações apresentadas por movimentos sociais, como o descrito no texto, têm como objetivo contribuir para o processo de
democratização do sistema.
Resposta certa!
inovação institucional.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
organização partidária.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
renovação parlamentar.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
estatização da propriedade.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.

Questão 12 (ENEM 2016 3° aplicação)

O aparecimento da pólis, situado entre os séculos VIII e VII a.C., constitui, na história do pensamento grego, um acontecimento decisivo. Certamente, no plano intelectual como no domínio das instituições, a vida social e as relações entre os homens tomam uma forma nova, cuja originalidade foi plenamente sentida pelos gregos, manifestando-se no surgimento da filosofia.

VERNANT. J.-P. As origens do pensamento grego Rio de Janeiro: Difel,2004 (adaptado).

Segundo Vernant, a filosofia na antiga Grécia foi resultado do(a)
surgimento da cidade como organização social.
Resposta certa!
constituição do regime democrático.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
contato dos gregos com outros povos.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
desenvolvimento no campo das navegações.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.
aparecimento de novas instituições religiosas.
Ops, não é essa a resposta. Tente outra opção.

✏️ Questões fiosofia ENEM 2020 ✏️ Lista de exercícios 🎓 Plano de estudos para ENEM

📺 Gostaria de conhecer nosso conteúdo em vídeo?

Acompanhe nosso canal no Youtube. Aprenda sobre conceitos filosóficos complexos através de vídeos breves, com explicações acessíveis, analogias e ilustrações.