Áreas de estudo da filosofia

áreas de estudo da filosofia
5 min de leitura
Por
William é formado em filosofia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), tem especialização em docência e trabalha como professor de filosofia no ensino médio.
Última atualização setembro 2019

O que é filosofia? Uma forma de responder essa questão é através de uma visão geral das suas principais áreas de estudo – metafísica, epistemologia, filosofia moral, filosofia política, lógica, filosofia da arte – e dos vários problemas abordados em cada uma delas.

Conhecer isso permite uma ter uma noção global do que essa disciplina trabalha. Para usar uma analogia, imagine que é um turista explorando uma nova cidade. Você olha o mapa para ter uma visão geral, conhecer algumas avenidas principais e onde estão os pontos de seu interesse, os lugares que deseja visitar. Conhecer as áreas de estudo e problemas da filosofia é como olhar um mapa. Você terá uma visão geral da disciplina e, assim, saberá, em certo sentido, o que ela é e poderá identificar os temas e problemas que deseja conhecer.

Metafísica

A palavra “metafísica” é o título dado por Andrônico de Rodes a um conjunto de textos aristotélicos que significa “aquilo que está depois da física.” Qual o sentido dessa expressão? A física estuda a natureza e seus fenômenos, porém isso não esgota o que pode ser questionado sobre a realidade. Existem aspectos dela que são ainda mais fundamentais.  É essa realidade, que está “depois da física”, o objeto de estudo da metafísica.

Um exemplo clássico de questão metafísica é se o universo é composto apenas por objetos materiais ou se também existem coisas que não são materiais, como a alma ou deus.

Entre as várias perguntas metafísicas estão:

Epistemologia

Epistemologia vem do grego episteme que significa “conhecimento” e logos que significa “teoria”. Literalmente, então, trata-se de uma teoria do conhecimento. De maneira geral, essa área da filosofia se ocupa do conhecimento, procura definir o que ele é, como ele é possível, além de abordar tipos específicos de conhecimento, como a ciência.

Algumas das questões colocadas nessa área da filosofia são:

Filosofia Moral ou ética

O ser humano vive em sociedade e para que a convivência seja possível existem os códigos morais. A moral, nesse sentido, da origem a uma série de discussões filosóficas. Como, por exemplo:

Ver também  Marx e a religião: o ópio do povo

Além disso, dentro da filosofia moral há a chamada ética prática. Como o nome sugere, se trata de discussões filosóficas sobre problemas práticos presentes nas sociedades contemporâneas. Algumas dessas questões são:

Filosofia Política

A filosofia política também pressupões a convivência do homem em sociedade. Mas nesse caso, o principal objeto de discussão é a própria forma como se da a organização social.

Algumas das questões discutidas pela filosofia política são:

Lógica

Uma das características centrais da filosofia é seu caráter argumentativo. Um filósofo deve saber argumentar para justificar o que diz, portanto, não há nada mais importante que a lógica. Isso porque a lógica estuda as formas corretas e incorretas de argumentação. Em outras palavras, como diferenciar um argumento válido de um argumento inválido. É através de seu estudo que aprendemos a avaliar melhor argumentos apresentados por outras pessoas, saber se são bons ou não, além de possibilitar que melhoremos nossa capacidade de construir argumentos.

Conclusão

Esse é foi um rápido panorama das áreas de estudo da filosofia. Para concluir, é importante destacar uma característica fundamental do pensamento filosófico, que o seu caráter sistemático. Isso quer dizer que um filósofo, quando pensa, o faz de maneira que seu pensamento forma um todo integrado. Assim, se ele pensar sobre metafísica, política e moral, suas concepções sobre cada um desses temas serão relacionadas. Ao iniciar o estudo da filosofia é importante levar isso em consideração.