o homem como um palácio industria

o homem como um palácio industria

Por
William é formado em filosofia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), tem especialização em docência e trabalha como professor de filosofia no ensino médio.
junho 30, 2019 - 1 min leitura

o homem como um palácio industria

Nessa pintura de Fritz Kahn (1926), cujo título pode ser traduzido por O homem como um palácio industrial, o ser humano é representado como uma indústria, constituída por vários subsistemas. O cérebro, em particular, é composto por monitores, sistemas de comando e processamento de dados. A analogia com o cérebro real é um pouco crua, mas o ponto chave da obra é a ideia de que a mente humana é como qualquer coisa na natureza: um sistema complexo constituído por partes físicas. Não existe alma ou mente imaterial.

📧 Vamos manter contato?

Receba periodicamente em seu email uma lista com os últimos artigos publicados. Não se preocupe, não enviamos emails comerciais.