Ignoratio elenchi ou conclusão irrelevante

Ignoratio elenchi
Por
William é formado em filosofia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), tem especialização em docência e trabalha como professor de filosofia no ensino médio.
agosto 2019 - < 1 min de leitura

Ignoratio elenchi ou conclusão irrelevante é uma falácia que ocorre quando alguém tira uma conclusão equivocada de suas premissas. O argumentador ignora as implicações lógicas de suas premissas.

Exemplo ignoratio elenchi

Imagine a seguinte situação:

Muitas pessoas que são beneficiadas com o Bolsa Família não têm qualquer necessidade de receber essa assistência do governo. Portanto, esse programa deveria ser extinto.

Mesmo que a premissa do argumento seja verdadeira, ela não é capaz de justificar a conclusão apresentada (“esse programa deveria ser extinto”). Seria razoável defender, usando a premissa do argumento, coisas como criação de um sistema mais efetivo no monitoramento de tentativas de burlar os critérios do programa, mas não o extinguir. Para defender essa conclusão, é necessário premissas diferentes. Ao ignorar as implicações lógicas de suas premissas, ou seja, cometeu a falácia ignoratio elenchi.

Ver também  Falácia da falácia ou argumentum ad logicam

 

Newsletter

Receba periodicamente novas publicações em seu e-mail.